domingo, 6 de junho de 2010

Experiência vivida, experiência sofrida.

Escrevo este livro,como se fosse a última vez que falasse com alguém "CARPE DIEM "como diz o velho ditado,esperando que compreendam e entendam como é estar entre o abismo da vida e da morte.
Ser uma pessoa no auge da vida é muito bom,nós sentimo-nos vivos,fortes,que temos forças até para agarrar o mundo inteiro sem pestanejar.Contudo,há surpresas inesperadas,surpresas essas,que podem ser boas e que também podem ser más.As boas,nós claro que gostamos e até queremos mais,quando más,essas!!!Claro que essas não queremos,rejeitamos e reagimos de uma maneira particular.
Mas porque somos assim? Pergunto?
E respondo,pois somos assim,porque o ser humano nunca quer nada de mal para si,quer sempre estar bem com a vida e quando se depara com uma situação grave,por vezes nem sempre sabe o que  fazer, o que dizer, enfim,simplesmente não reaje.
Digo isto,porque eu própria sou um ser humano ,que não sendo diferente dos outros,também reajo mal,reaji mal.

Pois...
Voçês devem de estar a questionar o porquê, de eu Nádia Ruivo de 31 anos de idade,estar a dizer o que disse anteriormente.Pois foi uma maneira de começar a descrever,em modo de desabafo,uma etápa da minha vida e o quâo difícil foi ultrapassá-la.
Começando então,desde já vos digo que desde pequena,que a minha vida nunca foi fácil para mim,nunca tive nada de mão beijada e tive que lutar para obter muita coisa que obtenho hoje. Eu sinto orgulho por isso, mas ao mesmo tempo sinto raiva da vida, pois acho que foi e tem sido muito dura comigo e dá tudo a quem não merece.
...Sim é verdade...a vida por vezes é muito injusta...eu que o diga, tive algumas peripécias na minha e a última,foi simplesmente dolorosa, desgastante e foi de tal maneira má e marcante,que senti necessidade de falar com com voçês caros leitores, sim com voçês...Esperando deixar uma mensagem gratificante a quem tenha a doença que eu tive,que dê forças e vontade de viver acima de tudo e que quem quem não a tem,que compreenda o que é passar por isto, ou seja, a dor de se sentir inútil e sem vontade para nada.
Pois a mim,aconteceu o infurtúnio de ter tido cancro (de baixo grau) nos ovários, em que o meu sonho de ser mãe acabou.
Tudo começou num exame de rotina,em que me detectaram um quisto de 8cm em 2008, perante essa situação a minha médica enviou-me para o hospital para ser operada. Fiz então todos os exames que tinha que fazer,em que num deles acusou que era portadora do vírus da sida. É claro que fiquei desolada e só chorava,pois não era possível sendo eu tão jovem e sem problemas de saúde nenhum. Fiz por sua vez a contra-análise e ficou específico que não passava de um engano das primeiras análises.
Foi então que se marcou a 1ª operação em que retiraram o tal quisto que se encontrava dentro do ovário esquerdo que já teria cerca de 11,6cm. Fiquei de repouso 2 meses até que me ligaram do Hospital a dizer que tinham novidades para me dar.
Desloquei-me até lá com a minha mãe, para saber o que era. Foi então que o médico me disse,que o que tinha infelizmente era maligno e que se não fosse operada novamente,que iria durar cerca de 2 a 3 anos de vida,pois já tinham retirado o mal com sucesso mas que esse mesmo mal,teria deixado células cancerisnas que iriam acabar por me matar rapidamente.
Fui então operada a 2ª vez,em que a operação durou cerca de duas horas e meia,para me retirarem o único ovário que eu tinha e que me poderia levar um dia a ser mãe biológica.
Perante esta notícia,fiquei desolada,petrificada,sem reacção e a minha vida deixou de ter qualquer sentido...Doeu-me muito...Mas o que mais me doeu? Foi ver a dor de uma mãe (a minha) , implorando para que a doença fosse antes para ela.Acho que nunca tinha sentido uma dor assim tão forte no meu peito.
Depois soube que tinha que fazer Quimioterapia e que o meu aspecto iria alterar,ou seja,que me iria cair o cabelo,as pestanas,as sobrancelhas,ect...Quando isso aconteceu,senti-me uma estranha comigo mesma,que senti-me um pequeno monstrinho. Mas até um monstrinho tem direito á vida,não é?
Foi aí,que me fiz á vida e lutei sempre sem parar,pois a minha vontade de viver era mais forte,a vontade de de contruir os meus sonhos com a pessoa maravilhosa que tenho ao lado e ir trabalhar e de reaver todos os meus colegas de trabalho também.Em suma,a tudo eu me agarrava para viver e a doença desaparecer,inclusivé cuidar da minha avó ,enquanto fazia quimioterapia,pois ela teve também que ser operada para pôr uma pilha no coração.
Como vêem,tudo tem solução quando a vontade é maior e quem estiver a passar o mesmo que eu passei,levante-se um dia ,olhe-se ao espelho e diga para si mesmo " EU CONSIGO,EU VOU VENCER..."Pois...
EU VENCI,EU ESTOU AQUI,EU NESTE MOMENTO VIVO..

22 comentários:

Anónimo disse...

Uma lutadora!
Agora lembra-te de tudo o que passaste e faz o que tens a fazer! Sabes do que tou a falar, mexe-te! ehehe
Eu já sabia muitas destas coisas, estive um bocadinho contigo durante esta tua experiência, espero continuar por muito mais, mas coisas melhores! lolol
Beijokas

Anónimo disse...

Ah gaja
o Anónimo ou antes a anónima anterior sou eu lol
Sóninha

João disse...

Agora o maior concelho que posso deixar depois desta "pequena adversidade" e vive a vida como não houve-se amanha... mas com cuidado...hehehehehehehehehehehe.
Agora ninguém te para...aprendes-te uma grande lição "be happy, don't worry"
esta só para ti: T1 para T3 grande evolução e vamos cumprir com os nossos sonhos... ai está quase o dia 18 de Junho.
The only one: THE KING MY DEAR...

Anónimo disse...

Muito bem...vive a vida com tudo a que tens direito...ÉS muito masm mesmo muito forte...

jokas :)

claudia disse...

És uma lutadora, sem dúvida alguma. Tenho orgulho enorme de te ter como amiga.
O pior já passou, agora é seguir em frente e de cabeça erguida.

Amiga Adoro-te Muito e obrigada por seres minha amiga.

Beijos Grandes

Dina disse...

Amiga, tenho um grande orgulho em ti! És uma referência mim, sempre que algo me corre menos bem, penso o que é isto perto do que a Nádia passou? nada! Aquela miúda sim, venceu uma dura prova de vida e sempre com um sorriso, sempre com vontade de se divertir, sempre com esperança e sempre a acredidar! És um grande exemplo! Acho que poderás fazer um grande trabalho a ajudar pessoas que vivam um drama identico ao teu, nem que seja divulgando o teu testemunho de vida!
Força! Agora é uma nova fase...aproveita cada minuto, com a intensidade do momento e sobretudo...sê feliz!
Beijinhos
Dina

Anónimo disse...

ah nádia smp foste uma mulher de forças e nos já sabiamos disso sem ainda teres passado ´por esta situação....gostei mt do teu blog...devo dxr que me emocionei mt ao ler as tuas palavras......agora é seguir em frente cm essa garra k tens e k ngm te tirará gaja bj cm mts sdds
Mara

marina sousa disse...

Sem dúvida!!!...pequena no tamanho, mas mt mt grande na alma e na força!! És uma mulher extraordinaria. Tenho mt orgulho em te ter como amiga e companheira de luta diária, que é o nosso trabalho. Nádia admiro-te mt pela força de espírito, como mulher, enquanto ser humano, e por essa enorme força de viver!! Neste momento sinto-me uma mulher mais rica por ter a tua amizade e por me teres dado uma lição de vida!! Um abraço do tamanho do mundo! ( Marina)

dazinha disse...

Minha pequenina e grande filha,como gostaria estar no teu lugar ,nos momentos de grande sofrimento,mas Deus quis assim,não ha maior dor,te quero muito te adoro te,es a minha menina es tudo de bom que eu tenho beijinhos muitos mas mesmo muiiiiiiitos,da tua maeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee~galinha comotu me chamas, dazinha beijocas.

Zé Miguel disse...

E assim...a vida em feita de obstáculos que ás vezes parecem intransponíveis...mas há que acreditar que é possível...tu acreditas-te e ainda bem...Mulheres como tu precisam-se

Beijos deste Amigo que apesar de algo ausente nunca irá o deixar de ser

Um grande beijo

Miguel

Anónimo disse...

Minha Linda!!!

E Preciso ser se uma grande mulher como tu!! ( n de tamanho ollloollo) E ter uma enorme vontade de Viver e de Lutar Para conseguir encarar a Vida sempre com A tua força força e o teu sorriso!
Apesar de todas as rasteiras que esta nos passa, espero que sejas muito Feliz e que tenhas muita coragem nesta hora, e que nada te falte nem AmoR nem AmizaDe nem Força de VonTade! O BlOG está uma fonte de inspiração e um belo relato de vida! Um beijo mto Grande, Ker coisa apita-me!!!
Ass: Telma Russo

Liliane disse...

Ola!!!
Até me vieram as lágrimas aos olhos... Não só pela tua história mas também por fazer recordar parte da minha história...
Consigo compreender a tua luta, a tua dor porque também passei por ela...
A minha revolta não era propriamente contra o cancro mas pelo facto de não poder ter filhos biológicos... Acho que ainda hoje, passado 3 anos da minha luta, é o que mais me custa...
As férias que vais ter vão ser muito bom para recarregar energias...
Muito beijinhos e muita força.
;)

Anónimo disse...

Adoro os teus textos, e acho que fizeste muito bem em te-los feito, é preciso é ter muita coragem e orgulho no que se faz, eu vou la ttar sempre para te ajudar, e adoro-te por tudo :)
És uma grande pessoa, uma grande lutadora !

Anónimo disse...

És uma grande mulher !
e tens muita coragem, parabéns

Anónimo disse...

Sempre te admirei muito e dou o teu exemplo a muita boa gente; por vezes a mim próprio, nos dias em que estou mais em baixo em que me pergunto o que ando cá a fazer e depois lembro-me de ti e penso na tua vontade de viver e de lutar, e acabo por me aperceber que os meus problemas são apenas "peanuts"
Para ti, ques és uma Mulher com M gigantesco deixo-te a seguinte mensagem...

"Bring Me To Life" ;-)

Hugo Ramos

Anónimo disse...

Viva Nádia.
Muitos parabens pelo blog,nem todas as pessoas teem coragem de contar o que tu contas aqui.
Muitas fecham se e deixam se ficar quietas a espera do ultimo dia...
Tu relevas aqui uma imensa vontade viver e lutar como uma verdadeira guerreira,como nada nem ninguem te deita se abaixo.Assim é que é.
Muitas vezes não sabemos valorizar o bem que temos,so porque partimos um braço ou uma perna fazemos um filme,quando aqui realmente mostras que há coisas bem piores na vida...
Força muita força é o que te desjo Nádia e não desistas...
Beijos miga.

Bruno Pedro

Anónimo disse...

GRANDE MULHERRR PÁHH
assim é que é, a vida é para se seguir sempre em frente, sem olhar para trás, continua o teu caminho e pensa sempre positivo ...
Mil miminhos e jokinhass, du fundo do meu coraxão

Anónimo disse...

Ola adorei a tua história um café aqui da margem sul está a divulgar talentos e acho q fazeres um pequeno show em que cantasses e fosses mostrando a tua historia seria optimo .... irias dar força a muitas pessoas... podes darme o teu contacto? david.polvora@hotmail.com envia-me mensagem beijinhho

samuel silva disse...

es uma pessoa muito forte e de grande valor continua assim grande abraço

JANELA ABERTA disse...

cvsaFiz um comentário para si Nadia. Mas acabei por cometer um erro no seu envio. Agora já não o consigo recordar bem. Vou portanto fazer outro.
Tive muito prazer em poder conhecê-la ontem quando esteve no Supermercado Continente do Barreiro e adquiriu um dos meus livros.
Felicito-a pela coragem que demonstrou relativamente à doença que infelizmente a atingiu. Não duvide, vai ser recompensada e vai vencer.
Recomendo-lhe a leitura das obras do Dr.Pr. David Servan Schriber, pois serão muito úteis para si. Creio que podem ser achadas numa boa livraria.
Um beijinho.
Afonso Soares Lopes

Elisa Pina disse...

olha miga eu ja sabia disse......so te digo uma coisa es uma lutadora!agora lembra_te de tudo o k passaste e segue em frente porke tens muitos amigos k te amao e apoiao...vive cada dia cm se fosse o ultimo...bjs e felecidades

Milene Raposo disse...

És linda, és grande, e tens tudo compactado. Adoro-te miúda